O PECADO DA IGREJA EM PÉRGAMO

 

Entretanto, algumas coisas tenho contra ti; porque tens aí os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, introduzindo-os a comerem das coisas sacrificadas a ídolos e a se prostituírem. Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio” (Ap 2.14,15).

Na igreja em Pérgamo, havia um grupo de pessoas que agiam como Balaão. Dominados pelo mesmo espírito desse profeta maligno, incentivavam o povo a tolerar outras práticas religiosas, participando de idolatrias e até de prostituição.  Essa doutrina tolera a vida mundana dentro da congregação dos santos, é a mistura coisas espirituais com as coisas do mundo dentro da Igreja. O espírito de Balaão faz com que a igreja pratique as obras do mundo perdendo ela assim sua pureza e santidade.

Para os líderes desta “seita” a fé que salva em Cristo é compatível com a prática da imoralidade cristã. Como se diz: “tudo pelo prazer e pelo dinheiro; o importante é ser feliz”.

Outro pecado tolerado pelo pastor da igreja em Pérgamo era o grupo dos nicolaítas.

Assim tens também os que seguem a doutrina dos nicolaítas, o que eu odeio”.

CLICK AQUI PARA ADQUIRIR ESTE LIVRO


A palavra "nicolaíta" vem da junção de duas palavras gregas: (niko - conquistador) e (laos - povo). O que dá a entender que o objetivo desse grupo era centrar os princípios da igreja nos homens, e não em Deus.  Tentavam estabelecer uma hierarquia eclesiástica dentro da igreja. Ao contrário da Igreja de Éfeso, a Igreja de Pérgamo se deixou levar por esta doutrina pagã.

Estes eram os pecados desta referida igreja; ela abaixou a “guarda” e o inimigo entrou e se entronizou no meio do povo de Deus. Eles se mostraram tolerantes em relação a falsos ensinamentos.

Temos que estar sempre alerta a toda novidade doutrinários e preparados para enfrentá-las. Em nossos dias, novas doutrinas surgem a cada minuto, pregadores gananciosos e falsos mestres têm trazido novidades nos púlpitos das Igrejas e o povo tem engolido o alimento do engano de Satanás. A igreja está se misturando com o mundo. O diabo está cauterizando a mente de multidões de cristãos e os valores estão se invertendo.

Vemos mercenários, abraçando o ministério evangélico como se este fosse uma profissão rendosa. Outros se tornaram proprietários de igrejas locais, e em “nome de Deus” exercem autoridade acima do próprio Senhor Jesus Cristo. Igrejas aliançadas com o mundo transformam as práticas da vida cristã, tanto as individuais como as do culto coletivo, em secularismo puro. Geralmente, na concepção desses líderes, o crente não precisa ser diferente do mundo.

BAIXE O E-BOOK NA AMAZON CLICANDO AQUI

Se não voltarmos à pureza da Palavra de Deus, cairemos no erro desta Igreja citada acima e satanás se entronizará em nosso meio. Jesus é claro quando diz: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom  (Mt 6.24).

A ADVERTENCIA PARA ESTA IGREJA

Arrepende-te, pois, quando não em breve virei a ti, e contra eles batalharei com a espada da minha boca” (Ap 2:16).

Jesus está falando para a igreja de Pérgamo para se arrepender de seus pecados. Que pecados são estes? A tolerância de falsos ensinos pelo pastor da igreja. Os mestres e os ouvintes das doutrinas de Balaão e dos nicolaítas precisariam se arrepender, também, ou seriam rejeitados por Cristo. Uma igreja que tolera falsos professores se torna cúmplice do pecado. Paulo nos aconselha a nos afastar desses falsos mestres: “E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples.” (Rm 16:17).

CLICK AQUI E BAIXE O LIVRO NA AMAZON


A igreja tem de voltar a se alimentar do ensino de Cristo; o verdadeiro evangelho. Se ela não se arrepender, Jesus usará a espada de dois gumes para trazer seu castigo sobre ela.

É bom entendermos que quando aceitamos a Palavra de Cristo e por ela caminhamos podemos ter a certeza do prazer de Deus em nós. A Bíblia nos mostra que Deus trabalha em favor daqueles que o buscam. Entretanto, quando nos voltamos contra a Sua Palavra nos rebelamos contra a vontade de Deus, ou quando sabemos o certo e fazemos o errado, Deus não se agradará de nós. O texto diz que o Senhor virá e com a espada da sua boca e batalhará contra aquele que outrora Ele era a favor. A espada é a Palavra de Deus e Jesus se oporá a qualquer pessoa que, na sua igreja, favorecer uma atitude tolerante para com o pecado; Ele promete que batalhará contra os crentes mundanos, caso não se arrependam.

Paulo nos aconselha a “tomar o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus” (Ef 6:17).

A Espada de Cristo batalha em favor do crente fiel trazendo a salvação e vida eterna e também tem o poder de condenar o infiel a morte eterna. Vejamos o que diz a Bíblia: “E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso” (Ap 19:15). Este é o conselho de Cristo para a Igreja de Pérgamo: arrepender-se imediatamente. É o princípio de arrependimento tanto ao nível de Igreja como no nível individual.

Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima” (Tg 5:8).

MAIS ESTUDOS SOBRE A IGREJA EM PÉRGAMO:

1. O INICIO DA IGREJA EM PÉRGAMO
2. A IGREJA CASADA COM O MUNDO
3. QUEM ERA ANTIPAS DE PÉRGAMO
4. BALAÃO O PROFETA DO ENGANO
5. AS LUTAS DOS CRISTÃO DE PÉRGAMO
7. CONSELHOS E RECOMPENSAS PARA PÉRGAMO
8. O FIM DA CIDADE DE PÉRGAMO

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carta De Paulo Aos Efésios - Estudos Bíblicos

QUEM ERA ANTIPAS DE PERGAMO