A MULHER E O DRAGÃO

 

 


As visões que o evangelista João teve na ilha de Patmos, foram registradas no Livro do Apocalipse ou livro das revelações de João.

O livro do Apocalipse geralmente é rotulado como o livro que fala do “fim dos tempos” – das últimas coisas – entretanto, o livro do Apocalipse também aborda questões e eventos da origem (Gênesis), ou até mesmo evento antes da criação do mundo. 

Em Apocalipse (12:1-6) João escreveu o que viu:

“1 E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.

2 E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz.

3 E viu-se outro sinal no céu; e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre as suas cabeças sete diademas.

4 E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu, e lançou-as sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho.

5 E deu à luz um filho homem que há de reger todas as nações com vara de ferro; e o seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.

6 E a mulher fugiu para o deserto, onde já tinha lugar preparado por Deus, para que ali fosse alimentada durante mil duzentos e sessenta dias.”

CLICK AQUI PARA ADQUIRIR ESTE LIVRO

Algumas visões apocalípticas escritas na Bíblia, principalmente no livro do Apocalipse é de difícil interpretação. Eu considero muito perigoso querer interpretar cegamente algumas visões do livro das revelações.

Não é prudente aceitar a possibilidade de uma única explicação para esta revelação ou qualquer outra, como se fosse a verdade absoluta. Quero apresentar aqui três interpretações de Apocalipse 12:1-6. Cada uma delas tem suas origens extraídas de uma visão escatológica diferente. Cada interpretação tem origem na sua própria visão religiosa.

Para os católicos a mulher grávida representa Maria a Mãe de Jesus. O Menino que vai nascer é o próprio Jesus. Alguns Teólogos Católicos afirmam que Maria representa a nova Eva. A Antiga Eva trouxe a perdição. Maria a nova Eva trouxe a Salvação, porque nos deu o Salvador.

A Bíblia reporta também a perseguição de Herodes ao menino Jesus e a fuga de Maria e José para o Egito. Para os católicos, Herodes simboliza o “Dragão” e o Egito simboliza o “deserto”. A mulher simboliza Maria e o filho simboliza Jesus.

Para os judeus, existe outra interpretação.

Ao ler em Jeremias 4:31 que diz: “Porquanto ouço uma voz, como a de uma mulher que está de parto, uma angústia como a de que está com dores de parto do primeiro filho; a voz da filha de Sião, ofegante, que estende as suas mãos, dizendo: Oh! ai de mim agora, porque já a minha alma desmaia por causa dos assassinos”.

Para o judaísmo Jeremias se refere a Israel, porque foi da nação de Israel o nascimento e a vinda de Jesus o Messias, como é citado pelos profetas do Velho Testamento.

Jesus veio da genealogia do povo judeu. Deus levantou a nação de Israel (a mulher) como povo escolhido, e através desta nação faz vir o Messias, a semente da mulher, prometida em Genesis 3:15.

Satanás (o Dragão) usou de todas as artimanhas contra Israel, para evitar o cumprimento da promessa de Deus. O Salvador do mundo nasceu de Israel. A coroa de doze estrelas na cabeça da mulher representa as doze tribos de Israel.

Outra linha de raciocínio tem-se levantado ultimamente por alguns teólogos evangélicos devido a história marcada por lutas e perseguição da igreja cristã no mundo.

Está escrita em Isaias: - “Antes que estivesse de parto, deu à luz; antes que lhe viessem as dores, deu à luz um menino”,(Is.66:7).

Entende-se aqui que a mulher do Apocalipse (12:1) representa a nação eleita, o povo de Deus, a igreja implantada pelos apóstolos de Cristo que desde o inicio está enfrentando dores e lutas.

CLICK AQUI E BAIXE O LIVRO NA AMAZON


Esta mulher agonizada pode facilmente apontar para a verdadeira igreja que sempre está lutando contra Satanás e seus demônios.

Ela está vestida de sol; isto indica a igreja messiânica em seu estado inicial. Quero dizer como “igreja messiânica”, o Reino profetizado pelos profetas do Antigo Testamento. Este “Reino Eterno” anunciados pelos profetas, teve o inicio de seus movimentos a partir da descida do Espírito Santo, no Tabernáculo onde havia cento e vinte pessoas em oração. (At. 1:15, 2:1-4).

Estas pessoas já haviam recebido os ensinamentos de Jesus Cristo a respeito do Reino. A mulher aqui representa o inicio da igreja cristã, a verdadeira, a genuína e única. Aquela que já havia recebido os ensinamentos de Jesus.

Por isso ela está vestida do sol; o SOL representa os ensinos de Jesus; a palavra que ilumina os corações em trevas.

Ela tem a lua aos seus pés. A lua representa a dispensação mosaica, o ensino de Moisés, as leis. Jesus é o sol que reveste a mulher; Jesus é a palavra que ilumina toda a Santa Igreja. A igreja revestida da palavra tem a missão de iluminar esse mundo que jaz espiritualmente em trevas (pecado).

A coroa de doze estrelas, que a mulher tinha na cabeça, simboliza o coroamento e a supremacia dos apóstolos e da igreja sobre o mal. Todo o movimento cristão originou-se com os apóstolos.

BAIXE O E-BOOK NA AMAZON CLICANDO AQUI

A mulher está gravida. A mulher é o símbolo de quem dá a luz, porque os filhos nascem pela mulher. Uma nova vida é gerada pela mulher.

Assim é a igreja de Cristo; verdadeiros filhos cristãos são gerados através da pregação da palavra pura, do testemunho verdadeiro, do jejum e da oração.

A mulher grita com dores de parto, sofrendo perseguições, dificuldades geradas pela força do mal, que trabalham fortemente para impedir o nascimento dos verdadeiros filhos da luz; o cristianismo autêntico.

O dragão simboliza satanás, a antiga serpente, Lúcifer. O Dragão representa a falsa Igreja.O cristianismo falsificado. O papel do dragão é impedir o nascimento de verdadeiros cristãos.

A mulher, porem, fugiu para o deserto...” (Ap 12:6). Deserto pode significar um lugar de isolamento, dor e aflição. Mas também pode ser um lugar onde se forja verdadeiros guerreiros do evangelho.

Exemplos: Abraão, Moisés, João Batista, Jesus e Paulo são pessoas que passaram pelo deserto antes de exercer o chamado divino.

O deserto tem o poder de nos purificar e preparar para o chamado. A verdadeira igreja de cristo também passa pelo deserto.

Portanto amados, devemos ficar em estado de alerta, pois a vinda do Senhor já está preparada. Amem!

LINKS PARA ESTUDOS TEOLÓGICOS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carta De Paulo Aos Efésios - Estudos Bíblicos

QUEM ERA ANTIPAS DE PERGAMO