APOCALIPSE E A IGREJA DE ESMIRNA 4ª PARTE

BÍBLIA HEBRAICA


 O PECADO E A ADVERTENCIA 

Não há repreensão de pecado para a igreja de Esmirna. Embora não haja igreja perfeita aos olhos de Cristo, há não serem “aqueles” que estarão com ele na “grande ceia”. Por Jesus não mencionar nenhum pecado para esta igreja, não quer dizer que ele não tenha algo de errado. Mas é bem provável que não seja algo pesado ou desconcertante. Também não existe nenhuma advertências para a igreja de Esmirna.

CONSELHOS PARA A IGREJA DE ESMIRNA

“E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro. Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.” (Ap. 22.12-14).

BAIXE O E-BOOK NA AMAZON CLICANDO AQUI

Jesus olhou com compaixão para aqueles que sofriam em Esmirna, porém não os poupou de toda a dor e sofrimento. A dor faz parte da nossa vida, mas nunca é fácil suportá-la, não importa qual seja a causa. Jesus elogiou a igreja em Esmirna por sua fé durante o sofrimento. Em seguida encorajou os crentes dizendo que não deveriam temer o futuro se permanecessem fieis. 

CLICK AQUI E ENTRE NA LIVRARIA DO AUTOR

Quando estivermos atravessando tempos de dores, aflições, perdas e perseguições, temos que viver na certeza de que as lutas não poderão de maneira nenhuma nos afastar de Deus. Devemos confiar plenamente no amor divino e no seu plano lembrando sempre de sua recompensa celestial. A promessa de Jesus está firmada na nossa fé.

A igreja de Cristo não deve perder a esperança da Sua volta: “Eis que venho sem demora...” (Ap 3:11).  

Sim! Jesus voltará e trará com ele as recompensas para aqueles que tiveram uma vida fiel e não perderam a esperança na sua volta. A recompensa é a vida eterna junto com ele o Noivo. 

Não devemos esmorecer no caminho; não permita que a pobreza, a enfermidade ou as coisas muito simples faça você se esfriar na fé. Ser cristão não implica em sermos ricos. Jesus disse que a Igreja de Esmirna era pobre econômica e financeiramente, mas que era rica espiritualmente. 

Muitas Igrejas hoje são ricas econômica e financeiramente, mas sua pobreza espiritual é visível e notória. Isso não quer dizer que a falta de dinheiro seja um veiculo de salvação para os crentes ou a abundancia de riquezas seja um motivo de reprovação para Cristo. A verdade é que a Bíblia nos ensina que nada neste mundo deverá substituir Jesus em nossa vida. Nem a riqueza, nem a pobreza, nem a saúde e nem a enfermidade, nem a alegria e nem as tribulações, nada deve nos tirar da presença do nosso Senhor e Salvador.

O pastor Mauro Cezar em seu artigo no blog maiello.blogspot.com faz a seguinte observação: “Devemos estar dispostos a enfrentarmos as perseguições como resultado lógico de uma vida de testemunho a respeito de Jesus como Salvador e Senhor sabedores de que somente os que se mostrarem fiéis realmente irão receber a coroa da justiça, serão poupados da segunda morte(...). Devemos estar atentos para o fato de que se possuímos recursos, esses recursos devem ser usados para nosso conforto, mas também devem ser despendidos para a promoção da proclamação das boas novas. Se uma Igreja pobre financeiramente é exortada a ficar firme da pobreza, a testemunhar sob fogo cerrado, uma Igreja rica não poder ser tão omissa como muitas vezes é o caso. Que Deus se apiede da Igreja de hoje, seja ela pobre ou seja rica financeiramente, de tal maneira que ambas sejam instrumentos de verdadeira adoração ao Deus todo providente (...).  Que a pobreza de uma Igreja local não seja a desculpa para ela se omitir, e nem que a riqueza de uma Igreja local seja razão para cruzarmos os nossos braços e declaramos teológica, mas irresponsavelmente.”     

A verdadeira igreja de Cristo não prega a teologia da prosperidade ela continua pregando a mensagem da cruz e aguardando a Sua volta. Guardamos isso em nosso coração: Jesus voltará

“Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas roupas, para que não ande nu, e não se vejam as suas vergonhas.” (Ap16:15).

Maranata – Ora vem Senhor Jesus.

A RECOMPENSA AOS VENCEDORES

“...e dar-te-ei a coroa da vida. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte.”  (Ap 2:10,11).

A palavra “coroa” (grego, stephanos) refere-se à coroa de vitória. A coroa da vida vem de Deus, o único que pode dar a vida: “Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo”. (Jo 5:26).

CLICK AQUI E BAIXE O LIVRO NA AMAZON


Aqueles que amam a vinda de Jesus receberão a coroa da justiça. Paulo na segunda carta a Timóteo reafirma a promessa feita por Jesus. “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” (2 Tm 4:8).

Esta coroa é para todos os crentes, mas é especial principalmente para aqueles que suportam sofrimentos, que corajosamente enfrentam a perseguição por causa de Jesus, até mesmo ao ponto da morte. Nossas vidas terrenas vão acabar, mas temos a promessa incrível para todos aqueles que vêm a Deus através de Jesus: "E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna"  (1Jo 2:25). 

Tiago diz que esta coroa da vida é para todos aqueles que amam a Deus (Tg 1:12). A questão então é como vamos demonstrar o nosso amor a Deus? O apóstolo João responde: "Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos" (1 João 5:3). 

Como Seus filhos, devemos guardar os seus mandamentos, obedecendo-Lhe fielmente. Então, ao suportarmos as inevitáveis provações, dores, sofrimentos e tribulações - contanto que vivamos - podemos sempre seguir em frente, sempre "olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus" (Hb 12:2) e receber a coroa da vida que nos espera.

“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas”. Como em todas as cartas às igrejas, Jesus chama os destinatários a ouvirem a sua mensagem. Seremos vitoriosos se ouvirmos, crermos e perseverarmos na mensagem de Jesus Cristo. Paulo explica na carta aos romanos que é necessário ouvir o evangelho para que se possa crer, para sermos salvos; ele diz: “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm 10:17). Aquele que é de Cristo verdadeiramente ouve e crê no poder do evangelho e O segue. Esse estilo de vida trará grande recompensa: “Quem vencer, herdará todas as coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho.” (Ap 21:7).

“O que vencer não receberá o dano da segunda morte.” O que Jesus está dizendo é que aqueles que permanecem fiéis diante das perseguições são vencedores com ele, e que, de nenhum modo sofrerão dano da segunda morte.  Não sofreria o castigo eterno que é a segunda morte. Os perseguidores da igreja de Esmirna poderiam até causar a primeira morte, mas os que são realmente  fiéis são evangelho de Cristo de maneira nenhuma sofreriam a segunda morte. Esta promessa de Jesus vale para todos os que creem em seu nome: “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo.” (Mt 10:28).


IR PARA:


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carta De Paulo Aos Efésios - Estudos Bíblicos

QUEM ERA ANTIPAS DE PERGAMO